Jorge Rita - Editorial

A melhoria dos rendimentos dos agricultores será sempre a nossa principal preocupação | Editorial Agricultor 2000

Os rendimentos dos agricultores nos Açores têm sido sujeitos a muitas condicionantes nos últimos anos, sendo cada vez mais instáveis, o que tem provocado junto do setor, desânimo e frustração que só são ultrapassados devido à resiliência e à capacidade de reação que existe no setor agrícola.

A fileira do leite continua a estar sob constante pressão, devido às indústrias continuarem a ser incapazes de valorizar uma matéria prima como o nossa, que é de excelência, e donde deveriam resultar produtos de qualidade, inovadores e diferenciadores, capazes de se afirmarem nos mercados duma forma eficaz e convicta. Ao invés, continuamos a produzir essencialmente leite UHT, leite em pó, queijo barra e flamengo, que são os produtos que menos valias geram e até mesmo em projetos que visam melhorar a fileira, como o das vacas felizes, ocorrem descidas de preço inexplicáveis, que desmotivam todos aqueles que aderiram a uma iniciativa, com características muito particulares.

Esta é a nossa realidade, por isso, a atividade reivindicativa não pode parar, nem estagnar, pelo que temos trabalhado arduamente para que sejam criadas medidas capazes de melhorar os rendimentos, muitas vezes precários, dos agricultores.

A nossa ação tem sempre como objetivo a melhoria das condições dos agricultores nos Açores, por isso, apelámos recentemente à antecipação das ajudas diretas da União Europeia a partir de 16 de outubro, nomeadamente até 70% do Posei e 85% das incluídas no Prorural+, atendendo à diminuição de rendimentos que tem ocorrido nas explorações, nomeadamente, na fileira do leite, onde o baixo preço de leite praticado e as limitações de produção impostas por algumas indústrias, refletem-se negativamente na atividade agrícola.

No âmbito estrutural, apresentamos recorrentemente ao Governo dos Açores soluções que visam melhorar o rendimento dos produtores de leite, seja através de alterações do Posei, seja no âmbito das medidas regionais, como foi o caso, da recente portaria dos cruzados, que permitirá aos produtores de leite, poderem ter mais animais de carne e com isso, menos produção de leite, sendo esta uma medida que deverá também, ajudar à restruturação da fileira.

Sabemos que para defender convicta e decididamente os agricultores, surgem sempre muitas e diferentes contrariedades, mas nunca abandonaremos nem abdicaremos da defesa intransigente da Agricultura, que é a maior e a melhor atividade económica da região.

A melhoria dos rendimentos dos agricultores será sempre a nossa principal preocupação

XVIII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

Quando é que acaba a delapidação do setor leiteiro na região?

Reestruturação da fileira do leite tem como objetivo a melhoria dos rendimentos dos produtores

A vinda do Bispo de Angra à A.A.S.M. é mais um sinal de esperança no futuro da Agricultura Açoriana

V Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os Agricultores dos Açores merecem mais

O nosso leite tem de ser mais bem pago

XVII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

É urgente a criação de um calendário indicativo das ajudas regionais à agricultura

A fileira do leite necessita de uma estratégia clara e bem definida

2018 tem de ser um ano melhor para a Agricultura Açoriana

IV Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono - uma mostra da excelência dos nossos animais

A vinda do Presidente da República à Associação Agrícola de São Miguel é um sinal de confiança nos Agricultores Açorianos

O discurso dos milhões que se revelam tostões

O sucesso da Agricultura Açoriana passará sempre pela existência de organizações de produtores fortes

Um dos melhores leites do mundo é o mais mal pago da Europa

Uma Santa Páscoa

Mercado Agrícola de Santana: Mais um objetivo atingido

A indústria deve ter um comportamento justo e aumentar o preço de leite à produção

A base da economia dos Açores é e continuará a ser a Agricultura

Próximo Governo Regional deve encarar o setor agrícola como prioritário

Pagamentos por conta: Uma grande injustiça

O futuro da Autonomia dos Açores depende duma Agricultura forte e sustentável

Não desistimos de encontrar soluções satisfatórias para os produtores de leite

Prémio Nacional de Agricultura 2015 para a Cooperativa União Agrícola reconhece o trabalho feito em prol dos agricultores

Confiança num ano melhor