Jorge Rita - Editorial

O atual preço de leite obriga a que a gestão das explorações seja feita duma forma cada vez mais adequada | Editorial Agricultor 2000

A fileira do leite na região tem atravessado nos últimos anos períodos críticos, devido essencialmente ao baixo preço de litro de leite pago aos produtores pelas indústrias, levando ao desânimo e desconfiança da lavoura, que continuou a exercer a sua atividade muitas vezes, em condições muito difíceis e de grande adversidade.

As dificuldades dos produtores acentuaram-se ainda mais devido ao aumento brutal dos custos dos fatores de produção, no entanto, devido à estratégia que foi seguida pela Federação Agrícola dos Açores, em consonância com o Governo dos Açores, de encontrar medidas como a reconversão das explorações de leite para carne ou a redução voluntária da produção de leite, as indústrias viram-se obrigadas a alterar a estratégia que insistiam a ter junto da produção.

Face a esta situação e devido às condições do mercado de lacticínios, a indústria aumentou sucessivamente o preço de leite pago à produção nos últimos meses, embora nunca acompanhando devidamente, os aumentos ocorridos no Continente e na Europa. O diferencial de preços do litro leite nos Açores face ao Continente e Europa, continua a ser significativo

Esta nova realidade, ainda pode ser melhorada porque a indústria tem condições para aumentar ainda mais o preço de litro de leite aos produtores na região.

De qualquer forma, esta tendência de subida veio dar algum ânimo a quem trabalha diariamente na fileira do leite, mas tem de ser encarada com prudência e cuidado, porque infelizmente, ainda não sabemos quando é que a crise inflacionária, o aumento das matérias-primas, dos combustíveis, da energia ou das taxas de juros terminarão, atendendo às indefinições existentes a nível mundial, nomeadamente, a guerra na Ucrânia que agravou a situação da economia mundial, já influenciada pelos efeitos da pandemia provocada pela covid-19.

Assim, este aumento do preço de leite deve ser encarado pelos produtores de leite com precaução e com contenção nos investimentos a fazer nas explorações, porque atualmente, as condições da economia mudam muito rapidamente e são cada vez mais imprevisíveis.

A Associação Agrícola de São Miguel continuará a defender os rendimentos dos produtores de leite, mas, cabe aos produtores a implementação de uma gestão adequada na sua exploração, sabendo-se igualmente, que as condições exigidas aos agricultores de bem-estar animal ou relacionadas com o ambiente, provenientes da União Europeia, são cada vez mais exigentes e rigorosas.

O atual preço de leite obriga a que a gestão das explorações seja feita duma forma cada vez mais adequada

Feira Agrícola Açores 2022 veio demonstrar a importância do setor agrícola na região

Sem agricultura, os Açores não são a mesma região

VII Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono - o início de um novo ciclo de concursos pecuários

Todos os elementos da fileira do leite na região têm de contribuir para a sua viabilidade

Participe no dia 7 de maio nas eleições para os órgãos sociais da Associação Agrícola de São Miguel e Cooperativa União Agrícola

Os rateios das ajudas comunitárias na Agricultura Açoriana têm de acabar

Novo Governo dos Açores deve defender os rendimentos dos agricultores

A excelência do nosso leite continua a não ser valorizada

A existência de organizações de produtores de referência é fundamental para a vitalidade do setor agrícola

A pandemia do covid-19 veio demonstrar a importância da Agricultura na sociedade

Haja coragem para apoiar e acarinhar a Agricultura Açoriana

VI Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os agricultores são quem mais protege o ambiente porque vivem e dependem dele

A melhoria dos rendimentos dos agricultores será sempre a nossa principal preocupação

XVIII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

Quando é que acaba a delapidação do setor leiteiro na região?

Reestruturação da fileira do leite tem como objetivo a melhoria dos rendimentos dos produtores

A vinda do Bispo de Angra à A.A.S.M. é mais um sinal de esperança no futuro da Agricultura Açoriana

V Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os Agricultores dos Açores merecem mais

O nosso leite tem de ser mais bem pago

XVII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

É urgente a criação de um calendário indicativo das ajudas regionais à agricultura

A fileira do leite necessita de uma estratégia clara e bem definida

2018 tem de ser um ano melhor para a Agricultura Açoriana

IV Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono - uma mostra da excelência dos nossos animais

A vinda do Presidente da República à Associação Agrícola de São Miguel é um sinal de confiança nos Agricultores Açorianos

O discurso dos milhões que se revelam tostões

O sucesso da Agricultura Açoriana passará sempre pela existência de organizações de produtores fortes

Um dos melhores leites do mundo é o mais mal pago da Europa

Uma Santa Páscoa

Mercado Agrícola de Santana: Mais um objetivo atingido

A indústria deve ter um comportamento justo e aumentar o preço de leite à produção

A base da economia dos Açores é e continuará a ser a Agricultura

Próximo Governo Regional deve encarar o setor agrícola como prioritário

Pagamentos por conta: Uma grande injustiça

O futuro da Autonomia dos Açores depende duma Agricultura forte e sustentável

Não desistimos de encontrar soluções satisfatórias para os produtores de leite

Prémio Nacional de Agricultura 2015 para a Cooperativa União Agrícola reconhece o trabalho feito em prol dos agricultores

Confiança num ano melhor