Jorge Rita - Editorial

A existência de organizações de produtores de referência é fundamental para a vitalidade do setor agrícola | Editorial Agricultor 2000

As recentes eleições que decorreram na Federação Agrícola dos Açores e na Confederação dos Agricultores de Portugal demonstraram a vitalidade do setor agrícola e a importância das organizações de produtores, estarem juntas na defesa dos interesses dos seus associados. A união faz a força e a preservação de Instituições credíveis e de confiança é nos dias de hoje, condição essencial para a sustentabilidade de qualquer atividade económica.

A existência de órgãos de cúpula do setor agrícola reveste-se de grande importância, atendendo à ação que desenvolvem enquanto parceiros sociais, nomeadamente, no que se refere à influência que têm na implementação das politicas agrícolas, não só a nível regional e nacional, mas também na Europa, onde a presença de um gabinete da Federação Agrícola dos Açores, e também da Confederação dos Agricultores de Portugal, são essenciais para a defesa dos rendimentos dos agricultores.

A Federação Agrícola dos Açores tem desenvolvido um trabalho contínuo de reivindicação junto do Governo dos Açores, do Governo da República, da União Europeia, dos deputados regionais, nacionais e europeus, dos diferentes agentes do setor e também do próprio Presidente da República, o que tem permitido promover as preocupações dos Agricultores Açorianos e assim, influenciar e ajudar a resolver os seus problemas, que têm sido cada vez mais complexos e complicados, nas diferentes áreas, seja no leite, na carne, na hortoflorifrutícola, na vinha, na agricultura biológica ou mesmo na floresta. Os interesses de cada ilha têm de ser levados em consideração, porque só desta forma, é que a coesão na região pode ser uma realidade.

O acompanhamento do setor agrícola tem que ser permanente, porque as políticas agrícolas estão sujeitas a constante pressão, desde o consumidor, à comunicação social, ao setor público e privado, aos representantes políticos ou às organizações ambientais, algumas das quais radicais, que difundem informação, muitas vezes incorreta e abusiva, mas que tendem a influenciar e a alterar comportamentos da sociedade.

Embora a Agricultura seja uma atividade insubstituível, como foi amplamente provado durante a pandemia do covid-19, a afirmação do Agricultor na sociedade tem de ser feita duma forma coerente e objetiva, para que a atividade imprescindível que desenvolve seja devidamente reconhecida, não só pelas suas implicações na coesão sócio económica, mas também, como o principal preservador e protetor do ambiente que nos rodeia.

É fundamental para o futuro do setor, a existência de organizações de produtores de referência, como a Confederação dos Agricultores de Portugal, a Federação Agrícola dos Açores ou a Associação Agrícola de São Miguel, por serem Instituições respeitadas na região, no país e na Europa.

A excelência do nosso leite continua a não ser valorizada

A existência de organizações de produtores de referência é fundamental para a vitalidade do setor agrícola

A pandemia do covid-19 veio demonstrar a importância da Agricultura na sociedade

Haja coragem para apoiar e acarinhar a Agricultura Açoriana

VI Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os agricultores são quem mais protege o ambiente porque vivem e dependem dele

A melhoria dos rendimentos dos agricultores será sempre a nossa principal preocupação

XVIII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

Quando é que acaba a delapidação do setor leiteiro na região?

Reestruturação da fileira do leite tem como objetivo a melhoria dos rendimentos dos produtores

A vinda do Bispo de Angra à A.A.S.M. é mais um sinal de esperança no futuro da Agricultura Açoriana

V Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os Agricultores dos Açores merecem mais

O nosso leite tem de ser mais bem pago

XVII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

É urgente a criação de um calendário indicativo das ajudas regionais à agricultura

A fileira do leite necessita de uma estratégia clara e bem definida

2018 tem de ser um ano melhor para a Agricultura Açoriana

IV Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono - uma mostra da excelência dos nossos animais

A vinda do Presidente da República à Associação Agrícola de São Miguel é um sinal de confiança nos Agricultores Açorianos

O discurso dos milhões que se revelam tostões

O sucesso da Agricultura Açoriana passará sempre pela existência de organizações de produtores fortes

Um dos melhores leites do mundo é o mais mal pago da Europa

Uma Santa Páscoa

Mercado Agrícola de Santana: Mais um objetivo atingido

A indústria deve ter um comportamento justo e aumentar o preço de leite à produção

A base da economia dos Açores é e continuará a ser a Agricultura

Próximo Governo Regional deve encarar o setor agrícola como prioritário

Pagamentos por conta: Uma grande injustiça

O futuro da Autonomia dos Açores depende duma Agricultura forte e sustentável

Não desistimos de encontrar soluções satisfatórias para os produtores de leite

Prémio Nacional de Agricultura 2015 para a Cooperativa União Agrícola reconhece o trabalho feito em prol dos agricultores

Confiança num ano melhor