Jorge Rita - Editorial

Os rateios das ajudas comunitárias na Agricultura Açoriana têm de acabar | Editorial Agricultor 2000

O ano de 2021 vai ser um ano de grandes desafios pelo que temos de ter determinação no setor agrícola. A pandemia está aí e só quando as vacinas chegarem à maioria da população, é que poderemos esperar que a retoma da economia se inicie e com isso, possamos todos voltar à nossa vida normal.

Mais uma vez se vai provar a importância dos agricultores na sociedade porque a Agricultura nunca pode parar e será através da nossa atividade, que os alimentos irão chegar, nas devidas condições, à mesa dos consumidores. A profissão de agricultor é de grande dignidade e deve ser reconhecida como tal.

Mas para que exista agricultura, é preciso que os rendimentos dos agricultores sejam condignos com a atividade que exercem, e isso, infelizmente não acontece, porque o esforço árduo despendido durante 365 dias, não é devidamente compensado, deixando sempre, um sentimento de grande injustiça.

As indústrias de leite continuam a não valorizar um produto de excelência como o leite, não aproveitando uma matéria prima de qualidade que lhes é entregue, enquanto, os outros setores também vão tendo dificuldades, principalmente, devido às consequências da pandemia covid-19.

O Governo Regional dos Açores não pode alhear-se desta realidade e deve ter uma atitude proativa com a implementação de políticas que sejam capazes de ajudar os agricultores pelo que, e entre outras medidas a adotar, deve encontrar os meios financeiros que permitam cobrir os rateios não só do Posei, mas também das medidas incluídas no Prorural+, como são por exemplo, os pagamentos compensatórios a título de outras zonas afetadas por condicionantes específica (antigas MAAZD). Esta é aliás, uma reivindicação antiga da Federação Agrícola dos Açores.

Esta seria uma forma de compensar todos os setores agrícolas dos Açores, sem qualquer discriminação e ir de encontro às expectativas dos agricultores de obterem o rendimento previsto quando entregam anualmente nos serviços oficiais, as candidaturas das ajudas.

A justeza desta medida é por todos reconhecida, pelo que, esperamos que o novo Governo Regional dos Açores tenha capacidade de responder afirmativamente a este grande objetivo da Agricultura Açoriana.

Os rateios das ajudas comunitárias na Agricultura Açoriana têm de acabar

Novo Governo dos Açores deve defender os rendimentos dos agricultores

A excelência do nosso leite continua a não ser valorizada

A existência de organizações de produtores de referência é fundamental para a vitalidade do setor agrícola

A pandemia do covid-19 veio demonstrar a importância da Agricultura na sociedade

Haja coragem para apoiar e acarinhar a Agricultura Açoriana

VI Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os agricultores são quem mais protege o ambiente porque vivem e dependem dele

A melhoria dos rendimentos dos agricultores será sempre a nossa principal preocupação

XVIII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

Quando é que acaba a delapidação do setor leiteiro na região?

Reestruturação da fileira do leite tem como objetivo a melhoria dos rendimentos dos produtores

A vinda do Bispo de Angra à A.A.S.M. é mais um sinal de esperança no futuro da Agricultura Açoriana

V Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono

Os Agricultores dos Açores merecem mais

O nosso leite tem de ser mais bem pago

XVII Concurso Micaelense da Raça Holstein Frísia

É urgente a criação de um calendário indicativo das ajudas regionais à agricultura

A fileira do leite necessita de uma estratégia clara e bem definida

2018 tem de ser um ano melhor para a Agricultura Açoriana

IV Concurso Micaelense Holstein Frísia de Outono - uma mostra da excelência dos nossos animais

A vinda do Presidente da República à Associação Agrícola de São Miguel é um sinal de confiança nos Agricultores Açorianos

O discurso dos milhões que se revelam tostões

O sucesso da Agricultura Açoriana passará sempre pela existência de organizações de produtores fortes

Um dos melhores leites do mundo é o mais mal pago da Europa

Uma Santa Páscoa

Mercado Agrícola de Santana: Mais um objetivo atingido

A indústria deve ter um comportamento justo e aumentar o preço de leite à produção

A base da economia dos Açores é e continuará a ser a Agricultura

Próximo Governo Regional deve encarar o setor agrícola como prioritário

Pagamentos por conta: Uma grande injustiça

O futuro da Autonomia dos Açores depende duma Agricultura forte e sustentável

Não desistimos de encontrar soluções satisfatórias para os produtores de leite

Prémio Nacional de Agricultura 2015 para a Cooperativa União Agrícola reconhece o trabalho feito em prol dos agricultores

Confiança num ano melhor