Apresentada estratégia para valorizar a carne com marca Açores | Agricultor 2000


A Federação Agrícola dos Açores defende que o Centro de Estratégia Regional da Carne dos Açores (CERCA) deve potenciar um setor de grande importância para muitas das ilhas dos Açores e sugere uma estratégia para valorizar a carne.

“A marca Açores deve ser aplicada a toda a carne bovina produzida nos Açores, no entanto, a carne IGP deve funcionar como uma designação premium, capaz de alavancar a restante carne. Esta é aliás, uma visão que tem sido defendida desde o início da implementação da carne IGP nos Açores”, refere.

Os agricultores pedem ainda uma fiscalização “para que não existam aproveitamentos na sua comercialização”.

Para garantir a valorização da carne dos Açores devem ser “incentivados estudos científicos em colaboração com várias instituições, principalmente a Universidade dos Açores, que permitam potenciar as características da carne dos Açores”.

Relativamente aos matadouros o documento assinala um aumento do investimento do executivo regional, mas a Federação Agrícola aponta a necessidade de concretizar “alguns melhoramentos fundamentais nestas infraestruturas” que contribuíssem para “aumentar a capacidade de resposta dos agentes locais face às solicitações comerciais vindas do exterior”.

É apontado que o mercado da fileira da carne “é agressivo e seletivo”, sendo necessário concretizar estes investimentos para aumentar a competitividade dos produtores nos Açores.

Os agricultores indicam ainda ser necessário promover um trabalho de “uniformização das carcaças” na fase de acabamento. “Isto permitirá melhorar o fornecimento e abastecimento de carne nos mercados”.